Massagem na vagina (Yoni massagem) para atingir o orgasmo

massagem na vaginaQuem é que não gosta de uma massagem feita pela pessoa amada? Além de provocar uma sensação gostosa de relaxamento, uma boa massagem aflora sensações adormecidas do corpo e faz com que o casal experimente um novo jeito de sentir prazer, mais íntimo e despreocupado.

Cada mulher tem seu jeito de atingir o orgasmo. Para umas, basta uma rapidinha. Já para outras, o clímax só acontece por meio de muitas preliminares e posições estratégicas.

Mas que tal recorrer às massagens para chegar lá?

Nos Estados Unidos, existe o OM (Orgasm Meditation), técnica criada pela californiana Nicole Deadone, de 43 anos. Ela desenvolveu o que suas alunas chamam de pilates do sexo. Uma das técnicas consiste em um homem massagear o lado esquerdo da vagina, acima do clitóris, por cerca de 15 minutos.

O projeto de Nicole, que visa levar a mulher a sentir desde arrepios a orgasmos múltiplos, rendeu um livro, “Slow Sex: The Art and Craft of the Female Orgasm” (A Arte e o Ofício do Orgasmo Feminino), lançado em maio deste ano, somente em inglês.

Com a massagem tântrica, as mulheres experimentam toques diferenciados em todo o órgão genital, potencializando o nível de prazer. Por meio da técnica, muitas mulheres têm orgasmos múltiplos, inclusive ejaculatórios, pela primeira vez na vida.

Para a realização da massagem, as massagistas usam luvas de látex e produtos lubrificantes, como óleo de semente de uva, para realizar uma drenagem dos líquidos linfáticos na parte interna das coxas, que estimulam a lubrificação da vagina.

Primeiramente, é realizada uma suave massagem nos lábios externos, o intumescimento e a extrusão do clitóris, ou seja, o aumento do tamanho desse órgão e a liberação dos vínculos ligamentosos do osso púbico. “O clitóris é extremamente sensorial e, com os estímulos, acorda a níveis de prazer muito intensos”, explica Deva Manisha.

São massageados também os lábios internos, onde se localizam duas glândulas, a de Skene e de Bartholin, responsáveis pela lubrificação da vagina. “O estímulo do ponto ‘G’ produz níveis de energia muito intensos, levando muitas mulheres a ter orgasmos vaginais e espasmos neuromusculares”, conta a cordenadora. Depois, são usados vibradores para trabalhar o clitóris, proporcionando múltiplos orgasmos.







Vantage – a WordPress Directory Theme powered by WordPress.